foto.CasamentoEmocional

Casamento Emocional

Em janeiro de 2008 fui convidada por Adriana Bastos e por Antônio Vilhena para proferir algumas palavras sobre o amor que unia os dois, em uma cerimonia íntima, em uma linda casa de festas na região oceânica, em Niterói. Nascia, assim, o que passei a chamar de “Casamento Emocional” (Werner, 2008).

Enquanto padres, pastores, rabinos, dentre outros líderes religiosos, realizam casamentos religiosos, cada qual de acordo com suas tradições, leis e dogmas; e os juízes de paz e os cartórios, e outras instâncias da lei, realizam casamentos legais; eu realizo “casamentos emocionais”. Baseados na celebração do amor e na vitória do encontro entre dois seres que se amam e querem comemorar a sorte, a felicidade, a construção e a oportunidade divina do encontro conjugal amoroso, as cerimonias de “casamentos emocionais” que realizo são todas únicas, artesanais e especiais para estes noivos e sua história.

Para cada casal construo uma história a ser apresentada aos convidados, baseada em encontros, trocas, confidências, que me ajudarão a tecer a teia do amor e da vida que une os dois. Foram experiências incríveis para mim, sinto-me uma espécie da fada madrinha do amor, emanando energia positiva e alegria por tão grande dia. E detalhe: até hoje todos os quais “casei”, estão juntinhos e felizes, cada um a seu modo…continuam a celebrar o amor, diariamente.

Como terapeuta de casais e sexóloga sempre estou atenta aos casais que querem celebrar a vida conjugal e o amor, mas, por algumas questões, acabam limitados.

1o. Casais que já foram casados, anteriormente, em primeiras núpcias, e que buscam agora uma cerimonia alternativa e mais íntima.

2o. Casais que não podem realizar casamentos em igreja, por serem divorciados.

3o. Casais que não podem realizar casamentos em cartório, por não serem ainda divorciados.

4o. Casais que orientação sexual homoafetiva, que não podem se casar em igrejas.

5o. Casais mais maduros, que querem uma cerimonia mais despojada e leve, mais adequada a este momento de vida.

Veja alguns casamentos que já realizei, sozinha ou em companhia de pastor ou de juiz de paz. Todas estas cerimônias guardo no meu coração e em minhas memórias como uma das tarefas mais prazerosas que já fiz. Obrigada, noivos e noivas, por me escolherem para celebrar o amor de vocês.

1o. Casamento:
Data: 27 de janeiro de 2008, em Niterói, RJ
Noivos: Adriana Campos Bastos e Antônio Araújo dos Santos
Tema: “O encontro das águas – o caminho da construção da Conjugalidade”

2o. Casamento:
Data: 21 de junho de 200, em Niterói, Rio de Janeiro
Noivos: Simone Mattos e Mauro Dias
Tema: “O bordado do cotidiano – pontos e prespontos na tecedura do amor conjugal”

3o. Casamento:
Data: 08 de novembro de 2008, em Botafogo, Rio de Janeiro
Noivos: Sonia Lopes e Roberto Constantino
Tema: “A construção da casa e a transformação em lar com decoração conjugal”
Cerimonia realizada junto ao Pastor Metodista Clóvis Paradela.

4o. Casamento:
Data: 12 de novembro de 2011, em Brasília, Distrito Federal
Noivos: Marina Lacerda e Paulo Márcio Mendonça Araújo
Tema: “Cerimonia das Velas – Iluminando o caminho de um novo casal e de uma nova família”
Cerimonia realizada junto com a juíza de paz de Brasília, Dra. Abiail Ferreira

5o. Casamento:
Data: 12 de abril de 2014, em Vitoria, Espirito Santo
Noivos: Gilberto Jayme Valladão Prata e Ivan Pella
Tema: ” A Travessia e as Pérolas – desafios de um amor que transcende fronteiras”

 

“Love was, is and will be forever in the air”

Share:

Deixe uma resposta